Plataformas

Ciências

Expandir as ciências em giros epistemológicos a partir das humanidades em territórios, orientadas pelo Sul Global, em trânsitos diaspóricos. A produção dos conhecimentos e das ciências desde uma cosmopercepção da corporeidade como meio de mudança por uma sociedade que reconheça as trocas de saberes em confluência. E para alcance das finalidades de pesquisar, formar e comunicar, a Associação de Pesquisa Iyaleta constitui linhas de pesquisas tendo na transversalidade a intersecção para a produção e desenvolvimento científico institucional.

 

Desigualdades e Mudanças Climáticas

+

A transição climática é social e espacial, nos move em desafios teóricos, técnicos e tecnológicos para alcance das pesquisas que reconheçam as dimensões étnico-raciais, de gênero, sociais e geracionais nas escalas regionais, territoriais, comunitárias e corporais impactadas pelas mudanças do clima. A linha de estudo tem como conceito a “análise socioespacial” e busc,a na intersecção das formas e estruturas, políticas que eliminem das ações de descarbonização as desigualdades dos ciclos de carbonização Global.

Integrantes: Andrêa Ferreira (Doutora em Saúde Publica), Diosmar Filho (Mestre em Geografia) e Emanuelle Góes (Doutora em Saúde Publica).

Líder

Diosmar Filho
X

Diosmar Filho

Pesquisador Sênior

Lattes Linkedin Site

Geógrafo, Doutorando no PÓSGEO na Universidade Federal Fluminense. Mestre em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisador IYALETA - Pesquisa, Ciências e Humanidades. Pesquisador Associado a Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN). Foi professor e coordenador acadêmico da Especialização Lato Sensu Estado e Direito dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Especialização Lato Sensu Direitos Humanos e Contemporaneidade – UFBA/UAB/CAPES.

Equidade e Justiça de Gênero

+

As desigualdades de gênero provocam injustiças e desvantagens para mulheres, meninas e corpos dissidentes. No entanto gênero não é uma categoria isolada, mas interativa que atua na intersecção com outros marcadores estruturais como raça, classe e geração e situacionais segundo contextos em que mulheres e meninas estão inseridas. A linha de estudo propõe uma “lente interseccional” nas dinâmicas das desigualdades para que as políticas públicas e os direitos humanos alcancem a todas e todes com justiça.

Integrantes: Andrêa Ferreira (Doutora em Saúde Publica), Diosmar Filho (Mestre em Geografia) e Emanuelle Góes (Doutora em Saúde Pública).

Líder

Emanuelle Góes
X

Emanuelle Góes

Pesquisadora Sênior

Lattes Linkedin Site

Pesquisadora Pós-Doc (CIDACS/Fiocruz/Bahia), Fellow do Ubuntu Center on Racism, Global Movements & Population Health Equity (Drexel University Dornsife School of Public Health/EUA). Doutora em Saúde Pública com concentração em Epidemiologia (ISC/UFBA). Mestra em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia. Integrante do GT Racismo e Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva/ABRASCO. Pesquisadora Associada do Coletivo Angela Davis (UFRB). Pesquisadora do Programa de Estudos em Doenças Crônicas Não Transmissíveis, Curso de Vida e Envelhecimento – Elsa/Brasil (ISC/UFBA).

Segregação, Moradia e Saúde

+

O espaço urbano segrega territórios e corpos, com re-produção de desigualdades étnico-raciais, de gênero, geracionais e sociais. Essa conformação excludente e profundamente racializada do espaço determina o acesso a serviços, a terra e a moradia digna, impactando as condições de saúde e alimentação das populações. A linha de estudo tem na categoria “segregação residencial” a forma analítica que visa contribuir para as políticas públicas que eliminem as iniquidades em saúde.

Integrantes: Andrêa Ferreira (Doutora em Saúde Publica), Diosmar Filho (Mestre em Geografia) e Emanuelle Góes (Doutora em Saúde Publica).

Líder

Andrêa Ferreira
X

Andrêa Ferreira

Pesquisadora Sênior

Lattes Linkedin

Nutricionista, Doutora em Saúde Pública pelo Instituto de Saúde Coletiva com ênfase em Epidemiologia. Mestra em Nutrição, Alimentos e Saúde e Nutricionista pela Escola de Nutrição pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisadora Associada no Cidacs/Fiocruz-Bahia onde estuda Minha Casa, Minha Vida e Doenças Cardiovasculares. Pos-doc do Ubuntu Center on Racism, Global Movements & Population Health Equity (Drexel University Dornsife School of Public Health/EUA). Ex-assessora técnica do Programa Nacional de Alimentação do Escolar pelo CECANE (Bahia) para a regiao da Bahia e Sergipe. Experiência em pesquisas relacionadas ao Estado Nutricional, Insegurança Alimentar e Nutricional em Cabo Verde, Moçambique e Brasil, Envelhecimento, Doenças crônicas, e criação de Índices de privação no Brasil.